Diquinha cultural

Eu sei que já saiu dos cinemas, mas mesmo assim vou indicar o filme "Ensaio sobre a Cegueira", dirigido pelo Fernando Meireles. Pra quem não viu no cinema e tá em dúvida se pega na locadora, eu digo pra pegar sim.

Não é por ser dirigido pelo brasileiro, mas porque é bom mesmo.

A história narrada se baseia na obra homônima do escritor português, ganhador do Nobel de Literatura, José Saramago.

É uma história muito interessante sobre um lugar em que se espalha uma cegueira "peculiar", como uma epidemia.

Mas o mais interessante numa história, é sempre o modo como é contada e Saramago sabe, como ninguém, contar essa história muito bem, explorando a fragilidade do ser humano, sua animalização ao perder apenas um de seus sentidos, sua volta ao primitivismo.

É de extremo lirismo o modo como retrata a cegueira daquele que enxerga e a sensibilidade dos que não podem ver com os olhos.

Mais que o filme, indico o livro de Saramago, porque ele escreve muito bem. Sua escrita é original, explora bem a multiplicidade, elasticidade e dinamicidade da língua, e com isso explora também a multiplicidade, elasticidade e dinamicidade da alma humana, repleta de sentimentos contraditórios, complementares e "certezas duvidosas".
Além disso o livro é mais completo, mergulha nos mais sutis detalhes, tornando tudo tão nítido como se a cegueira dos personagens nos fizesse enxergá-los melhor e nos entender menos!

Esse é o poder da literatura: ser clara e enigmática ao mesmo tempo. Nos faz entender melhor o mundo e nos perder nele. Nos entender melhor e nos perder em nós mesmos!

Aproveitem essa diquinha!

  1. gravatar

    # by Juliana (direto de Pernambuco) - 22 de novembro de 2008 14:21

    Fico com o livro(bem mais rico em detalhes, posso dar asas a minha imaginação e recriar a história), mas o filme tb é uma boa pedida!