Oh ná ná ná...

ESSE POST NÃO TEM FOTO PORQUE A ANTA (EU), NÃO LEVOU CÂMERA PRO SHOW! SRY

Bom, falar que os shows de lançamento no Canecão foram fodas, é redundância, então, fica dito e registrado o sentimento a admiração e o orgulho de ter sido nascido e criado na mesma maternidade que O Rappa, o Rio de Janeiro...

Como o Falcão disse no sábado, o Rio de Janeiro é foda... Tem algo aqui que lugar nenhum do mundo tem... tem muita putaria sim, mas as coisas boas sempre se sobressaem...

Sábado, pela primeira vez consegui ver o show de perto, o Canecão realmente é uma casa especial... Consegui ver as expressões e o sentimento que o Falcão coloca no seu vocal, pude ver o suor, esforço e dedicação do Lauro e do Xandão nas suas cordas perfeitas, a integração mais que fraternal entre Lobato e Lobatinho, vi a facilidade com que o “Genérico” Negralha cria, ali mesmo, na hora... A força e o comprometimento do Clebinho na batera, no centro do palco dando um show à parte...

Podem até falar que é babação de ovo, foda-se... Pode até ser mesmo... Mas no meu entendimento não é não... É admiração e gratidão por esses caras que foram os divisores de água para o meu gosto musical...
Lembro há muitos anos atrás, quando ainda estava se formando o homem que sou hoje, vi um programa, já extinto, chamado Brasil Legal com a Regina Case, e nesse dia os convidados dela eram uns caras que se chamavam, O Rappa e cantaram Miséria S.A. dentro de um ônibus, lembram disso?

Daquele dia em diante, passei a entender melhor o que é essa parada de sociedade e nosso papel dentro dela. Não foi por causa do programa e por causa da música, mas sim pela idéia que os caras dão a cada linha que escrevem... A partir daquele dia, naquele programa, vi que O Rappa seria pra mim, o que Os Beatles foram e são para o meu pai.
Não é comparação, são incomparáveis... É só a representatividade que cada qual tem para cada pessoa.

Dizem que o 7 vezes ficou devendo o Esporro que vem após o Silêncio... Sinceramente eu vi o contrário... Esporro não precisa ser no grito, pode ser na idéia, na palavra...
Só quem esteve no Canecão esses dias e ouvi as letras direto da boca do Falcão, “olho no olho” pode entender o que eu digo...

Rio Sampa, to lá... Meu coração é pulsação e meu guia...

O show foi perfeito, porém sempre existem aquelas pessoas que querem estragar né... Eu e minha namorada deixamos o carro no estacionamento do Rio Sul, aceitando pagar a facada de R$ 4,50 por hora. Acabado o show, fomos pegar o carro, enfrentamos fila pra pegar o elevador, pra pagar o estacionamento... Nada que acabasse com o meu estado de estase causado pelo show...
Porém, o brincalhão do rapaz do guichê, quis me cobrar R$ 57,00 por 3 horas de estacionamento, não só a mim, mas pra outras 30 pessoas que estavam indignadas com esse abuso.
Enfim, nos prenderam no estacionamento do Rio Sul por 1 hora, dizendo que só sairíamos se pagássemos os R$ 57,00... Absurdo...

No final das contas, conseguimos pagar os R$ 7,00 reais que realmente devíamos e fomos para nossas casas terminar de gastar a onda do show...

  1. gravatar

    # by Fernando Spuri - 23 de setembro de 2008 16:38

    Cara, queria falar com você sobre um show do Rappa quase que exclusivo pra blogueiros.

    se der, me manda seu contato. Não encontrei aqui pelo blog.

    o meu é fernando.spuri@dudinka.com.br

    abraço